Todos os artigos
|Transformação digital no atendimento ao cliente: saiba como a Sitel migrou 85% de seus clientes para o trabalho remoto

Transformação digital no atendimento ao cliente: saiba como a Sitel migrou 85% de seus clientes para o trabalho remoto

A transformação digital nas empresas foi acelerada por conta da pandemia. Por isso, é essencial encontrar soluções eficientes!

    Share
Transformação digital nas empresas
por Sitel Staff outubro 26, 2020 - 2 MIN READ

As coisas mudaram muito repentinamente e impactaram o dia a dia das empresas e também das pessoas. Práticas que antes não eram vistas como opções, se tornaram parte da realidade.

A transformação digital nas empresas chegou com força total e estabeleceu uma nova realidade e é exatamente disso que vamos falar hoje!

Mas antes de continuarmos, veja quais são os tópicos que vamos apresentar:

Trabalho remoto como modelo viável para a continuidade dos negócios

Seja durante este momento de pandemia ou até mesmo após, é essencial encontrar soluções viáveis e eficientes que garantam a continuidade dos negócios.

Com base nisso, é preciso considerar o quanto o isolamento social acelerou a transformação digital nas empresas e mudou muitas coisas.

Dentre essas, o home office, que não é mais uma questão momentânea, feita apenas para suprir as necessidades durante a crise. Quando tudo isso passar, como você já sabe, nada será como antes e isso inclui os modelos de trabalho.

Para que toda esta nova realidade não gere impactos negativos nas forças de trabalho, adaptações devem ser feitas e as soluções assertivas se destacarão.

Solução para a transformação digital nas empresas

O Sitel At Home é uma solução do Sitel Group que ganhou ainda mais força durante a pandemia. Propondo um modelo de trabalho totalmente remoto, com pessoal preparado e infraestrutura adequada, essa é uma opção viável e interessante para os negócios.

Para que você esteja mais a par deste assunto, precisamos considerar os resultados desta solução. Para não sofrer com as interferências externas no trabalho, 85% dos agentes das empresas, que são clientes do Sitel Group, passaram pela migração e agora têm suas equipes trabalhando remotamente.

Além disso, vale considerar também o feedback das pessoas. Ao todo, 97% dos colaboradores que estão neste novo modelo de trabalho estão felizes.

Outro ponto que também precisa ser considerado é a redução significativa nas abstenções do trabalho.

Com o passar do tempo, os paradigmas aos quais o home office estavam sujeitos vão cair e os gestores poderão desfrutar dos bons resultados, da satisfação de todos e da melhoria contínua.

Não é apenas o conforto ou a flexibilidade do trabalho remoto que o tornam atrativos, o acompanhamento de perto de toda a operação, inclusive para entrevistas, faz toda a diferença.

Os resultados para a eficiência das empresas

Mudar as relações, transformando todo o contato que antes era físico em digital, depende de estabilidade e confiança. Isso vai depender de uma transformação digital nas empresas que seja realmente eficiente.

Tudo o que foi apresentado até aqui só é possível com uma equipe empenhada em trabalhar ativamente para melhorar os resultados de CX.

Além disso, é preciso desenvolver um planejamento para proporcionar o crescimento dos colaboradores, tornando-os mais engajados e dispostos a evoluir com os negócios.

Posts recentes

CX sensorial: como melhorar a experiência do cliente

Customer experience (CX) é o conjunto de percepções que um consumidor possui sobre uma marca e, unido ao marketing sensorial,…

Leia

Sitel Group: uma empresa de inovação

O Dia Nacional da Inovação é uma data de incentivo ao crescimento tecnológico e científico. Para o Sitel Group, é…

Leia

Contact Center humanizado: entenda a importância

Contact Center é uma das soluções do Sitel Group, com foco total em humanização e experiência do cliente.

Leia

Conheça UP Sitel: nosso premiado programa de desenvolvimento de líderes

O programa de desenvolvimento de líderes UP Sitel está apresentando resultados significativos em liderança.

Leia