Todos os artigos
|Transformação Digital: a maioria das organizações não entende o que digitalização de fato significa

Transformação Digital: a maioria das organizações não entende o que digitalização de fato significa

Uma nova pesquisa do Sitel Group® sugere que a maioria das organizações, em sua pressa em passar pela transformação digital sem entender profundamente a amplitude desta empreitada, está no início de um fracasso.

    Share
por Sitel Staff abril 22, 2022 - 3 MIN READ

É oficial: a transformação digital foi movida para o topo da agenda dos executivos C-Level dos EUA e do Reino Unido, entretanto, uma grande proporção de organizações ainda está confusa a respeito do que se tornar uma empresa digital-first significa, ou até mesmo os passos necessários para completar esta jornada de transformação.

O último e-book do Sitel Group®, Transformação Digital e CX: Insights da Diretoria, revela que enquanto a transformação digital tem se destacado como uma prioridade estratégica para 64% das organizações em 2022, uma proporção preocupante de 70% de executivos está potencialmente focada apenas nos aspectos tecnológicos da digitalização.

As definições de digitalização diferem

Estruturado por meio das entrevistas com 403 executivos C-Level, o e-book destaca que as organizações entendem claramente a importância da transformação digital para se preparar para o futuro. Ainda, em sua pressa para progredir, eles podem subestimar o escopo de tal empreitada.

Um a cada cinco líderes entrevistados descreveram sua organização como digital-first, e 56% disseram que sua jornada de transformação está ou em curso, ou próxima de ir além do estágio previsto no roadmap.

Não obstante, quando solicitados a prover a definição do que a transformação digital implica, apenas 22% das organizações estadunidenses (comparadas com 43% dos entrevistados do Reino Unido) descreveram-na como uma tomada de decisão ampla da empresa, que tange cada aspecto do negócio. Infelizmente, a resposta mais popular dos entrevistados estadunidenses – dadas por 36% dos executivos que participaram – é que a transformação é um projeto de TI.

A Transformação Digital não é um projeto de TI

A Tecnologia da Informação (TI) tem um papel crucial na digitalização, particularmente relacionado a identificar e integrar as ferramentas digitais, tecnologias e processos corretos. Mas a TI é apenas um elemento de uma abordagem multidisciplinar que cobre tudo, como por exemplo mudanças no gerenciamento a fim de treinar e habilitar novamente seus colaboradores.

Desde que o termo foi oficializado em 2011, muito foi escrito sobre a transformação digital de forma geral e acerca de projetos em particular que fracassaram. A estatística frequentemente citada de que 70% das transformações fracassam é simplesmente fútil, e nunca foi fundamentada por nenhuma evidência ou pesquisa. Entretanto, dados recentes mostram que um a cada quatro projetos fracassam em atingir qualquer dos objetivos, e que 10% do que é investido pelas organizações neste tipo de projetos de grande escala são desperdiçados todo o ano, devido a gerenciamentos precários e objetivos pouco claros.

Organizações encaram um risco de fracasso verdadeiro

Agora, adicione isso ao fato de que apenas 30% dos líderes entrevistados demonstraram um total entendimento sobre a profundidade e amplitude de tal transformação, e que há uma preocupação retumbante de que muito dos projetos de digitalização que atualmente estão sendo feitos, correm um risco real de fracassar nesta entrega. Além disso, 7% dos executivos citaram o fato de que já passaram por uma transformação fracassada, e isso é a maior barreira que encontram para iniciar outra.

As vantagens da Transformação Digital são claras

Em contrapartida, não há dúvidas quanto aos potenciais benefícios que uma transformação traz para os negócios. Quando questionados, os líderes C-Level identificaram maior competitividade, resiliência e entrega de experiência do cliente como os maiores benefícios da transformação digital.

Particularmente, os executivos elegeram a superação da experiência do cliente oferecida pelos competidores, a automatização de processos internos, e o alcance ou paridade com a concorrência como as maiores vantagens de se tornar digital-first.

Entretanto, alcançar essas vantagens competitivas começa com uma clara definição sobre o que a transformação digital é, e um roadmap sem ambiguidades para alcançar os objetivos do negócio.

Para saber mais sobre a pesquisa, faça o download do e-book Transformação Digital e CX: Insights da Diretoria.

Posts recentes

Sitel Group® marca presença no webinar Processo de Quito: Comunidades de Acolhida

Parceiro da ONU no acolhimento de pessoas refugiadas, o Sitel Group® compartilhou suas ações no webinar “Comunidades de Acolhida” para…

Leia

A mágica do Speech Analytics

O Speech Analytics converte os dados da fala dos clientes em percepções valiosas para aprimorar a experiência do consumidor.

Leia

Criando experiências com a voz do cliente

A análise de dados do cliente, através do programa de VOC, permite a compreensão das mudanças nas necessidades e expectativas…

Leia

Transformação Digital: por que dados fazem a diferença?

O e-book do Sitel Group®, Transformação Digital e CX: Insights da Diretoria, revela uma crescente lacuna entre organizações que estão…

Leia