Todos os artigos
|Assistentes virtuais e chatbots famosos: entenda porque eles se destacam

Assistentes virtuais e chatbots famosos: entenda porque eles se destacam

Os assistentes virtuais e chatbots estão ganhando cada vez mais espaço atuando como interface de grandes marcas do mercado. Respostas rápidas e assertivas, jogo de cintura e ações resolutivas são algumas das qualidades destas ferramentas. O que faz um profissional se destacar? Habilidades de relacionamento, aprendizado e proatividade, com certeza, são pontos a se destacar,

    Share
por Sitel Staff setembro 11, 2020 - 3 MIN READ

Os assistentes virtuais e chatbots estão ganhando cada vez mais espaço atuando como interface de grandes marcas do mercado. Respostas rápidas e assertivas, jogo de cintura e ações resolutivas são algumas das qualidades destas ferramentas.

O que faz um profissional se destacar? Habilidades de relacionamento, aprendizado e proatividade, com certeza, são pontos a se destacar, certo?

Com um assistente virtual, ou um chatbot, é a mesma coisa. Quanto mais ágeis, assertivos e humanos eles forem, melhores os resultados gerados para as respectivas marcas.

Pensando nisso, separamos alguns dos principais para que você entenda porque eles se destacam. Vale lembrar que chatbot e assistente virtual, apesar de terem semelhanças, são ferramentas diferentes, conforme abordaremos neste conteúdo.

Confira os tópicos que iremos tratar:

Diferença entre Chatbot e assistente virtual

Uma simples olhada nos dois termos já nos mostra algumas das diferenças que existem entre eles:

  • Chatbot – É um robô (bot) que interage por chat — o que inclui aplicativos de mensagem, como o WhatsApp e o Facebook Messenger;
  • Assistente virtual – comandados por voz ou texto, eles respondem de acordo com a disponibilidade da informação mais relevante, conforme a necessidade do usuário: como um texto disponível na internet ou um vídeo do YouTube, por exemplo.

Mas, apesar das diferenças claras entre eles, também existem algumas semelhanças, tanto em relação à função, quanto em configuração.

Embora algumas das funcionalidades do chatbot sejam limitadas, quando comparadas com as de um assistente virtual, essas diferenças estão ficando cada vez menores.

Um dos exemplos é a inclusão de inteligência artificial em alguns chatbots, além da utilização dessas ferramentas para funções além do atendimento ao cliente, como em treinamentos corporativos, por exemplo.

Principais chatbots e assistentes virtuais

Agora vamos entender o que diferencia os principais cases de chatbot e assistentes virtuais do mercado. A partir dessas informações, é possível ter insights que irão te ajudar a oferecer uma experiência mais natural e eficiente para clientes e usuários. Confira!

Magalu – Chatbot

Podemos dizer que o sucesso atual da Magazine Luiza, gigante do varejo, possibilitou que a Magalu se tornasse um dos chatbots mais populares do Brasil.

Resolvendo problemas como rastreamento da entrega, emissão de segunda via de boleto e nota fiscal, ela se destacou também por seu carisma e por sua variedade de respostas.

Apesar de todas essas possibilidades, talvez o principal trunfo da Magalu tenha sido a forma como a sua imagem e personalidade foram trabalhadas pela marca.

Com aparência humana, a atendente virtual se tornou a “garota propaganda” da empresa, aparecendo nas principais divulgações e anúncios que envolvem o Magazine Luiza.

Siri – Assistente Virtual

Controlada por comandos de voz, a inteligência artificial da Apple foi a primeira assistente virtual a se destacar no mundo dos smartphones.

Basicamente, a ferramenta possibilita que seus usuários explorem todos os recursos dos seus dispositivos móveis utilizando apenas a voz.

Além de realizar buscas na internet, a Siri consegue manter, tranquilamente, uma conversa com seus “donos”.
Entre seus diferenciais, está a possibilidade de ela ser engraçada em alguns momentos – contando até piadas – e grossa em outros, sempre de acordo com a interação dos usuários.

Iana – Chatbot

A “caçula” entra as personalidades citadas pertence a Havaianas. Como não podia ser diferente, a Iana se destaca por ser, acima de tudo, muito brasileira e cheia de gingado.

A chatbot carioca já morou em Londres, Nova York e São Paulo e é louca por Havaianas, tanto que, quando perguntada, ela logo diz que tem todas.

Além do uso de gírias regionais e da sua personalidade leve e descontraída, a Iana também se diferencia por seu engajamento em questões sociais, como a violência doméstica contra mulheres, por exemplo.

Caso receba alguma denúncia, ela logo passa o contato da sua amiga Isa, robô virtual que combate a violência contra mulheres desenvolvido pela ONG Think Olga e Mapa do Acolhimento, em parceria com o Facebook, Google e ONU Mulheres.

Alexa – Assistente Virtual

A assistente virtual da Amazon também tem conquistado diversos fãs pelo mundo por conta do seu “jeitinho” de ser. Isso porque ela atua mais como uma amiga do usuário do que, propriamente, como um robô.

Além de ser integrada com outros sistemas, como Uber e portais de notícias, ela é considerada a melhor assistente virtual para uso doméstico.

Por atuar como um “autofalante inteligente”, a Alexa pode, por exemplo, comandar as lâmpadas inteligentes de um ou mais cômodos, de acordo com os pedidos dos seus usuários.

Invista em um atendimento inteligente

Como vimos neste conteúdo, quanto mais próximo do usuário final e mais humano um assistente virtual ou chatbot estiver, maiores as chances de sucesso.

No caso do atendimento ao cliente, contar com um chatbot inteligente, integrado a uma plataforma de comunicação popular (como o WhatsApp), pode ser a solução que você tanto busca para oferecer um CX completo.

Encontre uma solução capaz de atender às necessidades do seu público de forma rápida e flexível, criando um elo forte entre sua marca e os consumidores.

Quer saber como? Confira o nosso conteúdo completo com as principais vantagens do chatbot!

Posts recentes

Equipe de alta performance: como manter resultados trabalhando em casa pós Covid-19

É possível gerir uma equipe de alta performance à distância?

READ ON

In the flow of work: a importância de aprender durante o fluxo de trabalho

Aprender durante o fluxo de trabalho é uma forma de aproveitar a prática de determinada atividade para trazer conhecimentos importantes…

READ ON

Treinamento on-line: como capacitar colaboradores durante a quarentena?

O treinamento on-line traz diversas possibilidades de aprimoramento dos processos de capacitação de uma empresa. Em um mundo que ainda…

READ ON

Empregar talentos: encontre profissionais talentosos, mesmo à distância

A pandemia não trouxe apenas o home office como tendência nas relações de trabalho. As contratações a distância também fazem…

READ ON